domingo, 13 de outubro de 2013

Como vender pela internet parte II

Boa noite, Feltretes!!

Animadas para vender? A resposta deverá ser <SEMPRE!!!!> RS ... Então, prossiguemos.

Agora que você já refletiu, observou o que conversamos anteriormente e mudou algumas coisas com as quais se identificou, vamos às vendas de fato: alguma cliente te chamou, adicionou para conversarem e de cara ela pergunta se você faz determinada peça e o preço. Quanto a fazer, já dissemos sobre a possibilidade de oferecer a foto de uma amostra. E  o  preço??!!
Nunca é demais lembrar que vendedor deve ser sempre muito educado, cordial, solícito e se possível, simpático. Mesmo que a pessoa do outro lado não te cumprimente e vá direto ao assunto (muitas vezes estão com pressa e fazendo mil coisas ao mesmo tempo), sempre responda com um Bom dia/tarde e noite, Como vai?... isso já te deixará no domínio da conversa porque quebra a pressa do outro. Em seguida você deve perguntar quantas peças seriam, para que data, se o cliente já sabe o modelo que deseja, tamanho (se não souber o tamanho, pergunte onde será usado para você sugerir) enfim, o máximo detalhes possíveis para a confecção ... são perguntas importantes para cálculo do preço, imagine que a  pessoa fale que quer uma guirlanda de porta de maternidade e você pensa em algo simples, dá o preço e a pessoa te mostra uma foto de uma peça cheia de detalhes e apliques caros?? Dificilmente conseguirá reverter isso.
Quando o cliente te mostrar a foto de outra artesã,e isso acontece muito, JAMAIS diga que fará “igualzinho”, simplesmente porque não fará, nem suas próprias peças saem idênticas!! Sem contar que pode não ter disponíveis os mesmos  aviamentos, tecidos, etc....então, diga que tentará fazer o mais próximo possível e NUNCA fale mal ou aponte defeitos, ou pior ainda, se a cliente te disser o preço que a outra artesã cobrou, se manifeste! Pense que a cliente pode amar o serviço da outra artesã está procurando outra porque  àquela está com a agenda lotada!
Então, você responderá se faz ou não a peça e se você nunca fez, não terá condições de dar preço de imediato. Por isso, seja honesto e diga que fará uma peça para saber o o custo e o tempo de trabalho para ser justa na cobrança do valor. Isso demonstrará seriedade e respeito ao seu trabalho e ao dinheiro do outro! Dessa forma, agende uma data para mostrar seu trabalho e pergunte se ficaria bom dessa forma e cumpra o prazo estipulado! Em outro momento falaremos sobre cálculo de preços.
Você mostrou a peça e já tem o valor e está insegura quanto ao mesmo! Vale a pena uma busca no elo-7 p saber quanto estão cobrando, assim, verá q sempre tem pessoas vendendo mais caro e mais barato que você, por isso é importante o seu cálculo pessoal, cada um sabe o custo que tem para produção de suas peças!
Lógico que a maioria dos clientes vai chorar preço, eu choro!! Por mais que você ouça absurdos e bobagens, porque vai acontecer, lembre-se que o cliente não está te vendo... você pode rir, chorar, xingar, responder aos gritos o que vier a sua mente, mas JAMAIS deixe que o cliente perceba seu sentimento! Desenhe, se preciso for, que é um trabalho delicado, demorado, fale do custo  do material e principalmente da exclusividade do mesmo. A verdade é .... se o cliente gostou do seu atendimento e do material que produziu, pagará SIM  o que você cobrou e se caprichar muito e fizer outras coisinhas abaixo enumeradas, você “ganha”  esse cliente, ele não vai mais comprar com outra pessoa o que você faz!
Se o cliente não encomendou de cara, disse que vai pensar ou que qualquer coisa te fala, não se desespere, deixe passar uns dias , uma semana, depende da data que ele disse que precisaria da peça e faça contato, pergunte se ele tem interesse na peça ainda, pois você tem outro cliente interessado naquela data que ele quer. Certamente se resolverá se quer ou não, se não quiser, não tenha raiva do mesmo, acontece! Agradeça e se coloque a disposição .
Imaginemos que o cliente encomendou, maravilha! Certifique-se que ele gostou daquilo que viu, que não quer mudar nada, anote tudo numa agenda, no papel. Não se habitue a deixar tudo no bate papo, pois ele pode dar um problema e você perder inclusive contato com o cliente! Existem profissionais que exigem que a encomenda seja feita por e-mail e com contrato. Acho o máximo essa organização, mas é pouco prática e penso que temos que facilitar o máximo para o cliente, então, escolha o que melhor te serve e se o cliente exigir alguma dessas formas de contratação, faça! Lembre-se que hoje pode ser só um pedido e você terá tudo em mente, mas no futuro muito próximo, serão pedidos para meses futuros e precisa sim de um mínimo de organização.
Deixe tudo muito claro, não pense que algo é tão lógico que  não precisa ser dito, precisa sim, porque ninguém sabe o que vai na cabeça do outro, certo?? Não compre material, nem faça qualquer coisa sem pelo menos, 50% do pagamento em mãos! Geralmente é por depósito em conta, todo mudo trabalha assim. Se o cliente questionar, diga que você é uma artesã, não tem capital de giro, precisa do valor para comprar material, o que é verdade! Uma observação, quando falo em fazer amostra, você deve fazer com material que tem em casa, mesmo que não seja nas cores que a pessoa queira, explique que fez assim porque era o que tinha, mas que a peça que comprar será como desejar. Na verdade ele quer ver se ao te encomendar um gato, você na fará um elefante.
Como trabalho: 50% depositado na encomenda, não importa se a encomenda é para daqui a 6 meses, para reservar a data de agendamento só com o R$ parcial, faço a encomenda e posto fotos para o cliente de tudo arrumadinho, lindo para ser enviado e ele deposita o restante mais o frete. Só quando compensado em conta, eu envio. Também ofereço duas possibilidades de frete: PAC, mais demorado e mais barato e SEDEX mais rápido e caro .Tente agendar o envio antes da data que  o cliente disse precisar, proponha uma data limite e se possível envie antes e nunca depois! Prazo em venda virtual é essencial para credibilidade. Resumindo o processo de agendamento, vendas e pós vendas:

11)      Agendamento detalhado – nome do cliente, data para envio, detalhes do pedido, tamanho, cores, quantidade, preço unitário, preço total, valor do frete escolhido, data do pagamento e valor da primeira parcela;

22)      Execute as peças com o maior capricho possível, pense na felicidade do cliente ao receber seu produto;

33)      Depois de tudo pronto, fotografe legal para ter sua foto de propaganda e fotografe todas as peças juntas para enviar ao cliente;

44)      Envie as fotos reservadamente, seja por e-mail ou in Box no bate papo e NUNCA pela linha do tempo ou outro meio público! Pense.... pode ser um presente, podem ser lembrancinhas para uma festa e o que se busca ao adquirir algo exclusivo é surpreender os convidados, certo? Aí você vai lá e divulga para geral ver, ninguém merece! Pode ser algo adquirido sem que o marido saiba (porque homem acha tudo desnecessário, NE?!)

55)      Espere o pagamento compensar na conta, existem pessoas que depositam envelope vazio para pagamento e pedem pressa no envio, tá?!

66)      É chegado o momento de preparar o pacote para envio: Claro que seria maravilhoso ter embalagens personalizadas com logo e nome, mas isso tem um custo elevado para quem está iniciando e muitas vezes, meu caso, precisaria adquirir caixas de vários tamanhos e pela internet, com frete e pedido mínimo elevado. Vendo desde um boneco de 10 cm até 50 cabeças de cavalo, passando por vários tipos e tamanhos de trabalhos, então, inviável comprar 100 caixas de vários tamanhos e não vendem 10 de cada, por exemplo. Assim recorro ao bom e velho mercadinho e peço caixas de vários tamanhos, afinal, reciclar também é importante! Embalo com papel pardo e coloco endereços impressos em folha comum, colados. Dentro da caixa procure organizar ao máximo tudo; coloque as peças em sacos plásticos transparentes, cole a borda dos mesmos com uma etiqueta personalizada que você mesmo pode imprimir em papel autoadesivo, use tags, ponha 2 ou mais cartões com seus contatos. Pense que alguém pode perguntar de onde veio tantas fofuras e a sua cliente passar seus contatos diretamente aos amigos. Coloque um brinde embalado para presente também, isso é importante.

77)      Postada a encomenda, a primeira coisa a fazer é chegar em casa e enviar o código de rastreio e pedir ao cliente que acompanhe o trajeto do mesmo e guarde o recibo pois extravios acontecem. Outra coisa muito importante: não envie nada de valor superior a R$ 50,00 sem fazer o seguro. Este seguro tem o valor de 1% do valor declaro da mercadoria e você deverá pedi-lo quando for postar a mercadoria. É um valor baixo perto do aborrecimento que terá se não  o fizer  e sua mercadoria for extraviada (quando envia sem o seguro, não importa o valor que tenha na caixa você só recebe R$ 50,00 e um sorriso de ressarcimento! E claro que se isso acontecer, você terá que comprar todo o material e refazer as peças por sua conta, porque o cliente não quer saber o que aconteceu, ele só sabe que te encomendou, pagou e não recebeu!!). Com o seguro, receberá o valor que declarou, das dores, a menor!

88)      Quando vir, pelo código de rastreio que a encomenda chegou, se o cliente não se manifestar, pergunte se recebeu, o que achou, se gostou e se despeça, agradecendo a confiança e se colocando à disposição para o que precisar.

Agora vamos falar sobre o que penso ser muito importante na venda: fidelização do cliente. Desde o “Boa tarde”no primeiro contato, esse processo já se iniciou! O tratamento para com o outro é importantíssimo, o carinho na fabricação e um mimo também. Quando digo que é para, se possível enviar a mercadoria antes do prazo estipulado, você tem algumas vantagens:
11)      Se a mercadoria se perder terá tempo para refazer e não deixar o cliente na mão;

22)      O cliente ficará feliz porque eles sempre são ansiosos e isso contará pontos na sua reputação;

33)      Envie sempre um mimo, um brinde para o cliente e o “pulo do gato”: de preferência que tenha a ver com o tema do que adquiriu, porque tem grandes chances dele gostar tanto do mimo que vai te encomendar mais do mesmo! Eu vendo assim, muitas vezes. Ex. uma cliente me encomendou um buquê de Sto Antonio para seu casamento, ela tinha apressado um chaveiro de coração vestido de noivos, mas não encomendou, pois estava com o orçamento apertado. Quando enviei a encomenda, fiz um chaveiro/sache, muito caprichado e mandei de brinde. Ela amou e me encomendou 100 chaveiros do mesmo! Ou seja, investi 40 min para fabricar, fiz com retalhos e vendi novamente! O marketing tem muitas facetas e assim faço várias outras vendas.

44)      Procure de alguma forma sutil manter contato com os clientes, seja desejando feliz aniversário, curtindo seus posts quando viável essa possibilidade, enfim, não se deixe esquecer. Você deve estar presente, mas não com intimidade em excesso para que no futuro o mesmo não fique te pedindo descontos em nome da amizade, ou querendo pagar depois, afinal vocês são amigos e amigos pode tudo.... não dê essa brecha.


Bem, por hoje vamos ficar por aqui.  Aguardo comentários, perguntas e sugestões, vamos participar meninas!! E claro, continuo precisando de seguidoras e contando com vocês. Na próxima semana falarei sobre etiquetas fixas nas peças e detalhadamente como calcular  preços. Boa semana e muitos trabalhos p nós!!!

Um comentário:

  1. Mari adorei tudinho, concordo e sempre faço assim, muito boas as dicas para quem está começando, super explicadinho. Só me acrescentou uma coisa (a gente acha que sabe tudo, mas sempre tem algo a aprender, né? rs), meninaaaa eu sempre posto a foto até de quando a peça não está acabada e achava frescura demais esperar a cliente receber para mostrar, mas vc me alertou de algo muito importante, o sigilo!!! Vou me esforçar para conter a ansiedade e esperar a entrega antes de colocar a foto no face, no blog, no flickr, na loja e tal. Discrição é fundamental!!! Beijo

    ResponderExcluir